T.I. Registo das Evidências do Pensamento

Hoje presenteamos com uma organização das evidencias que o nosso pensamento poderá ser verdadeiro ou não!

Nesse sentido vamos organizar como esta técnica poderá ser usada em registo terapêutico.

 Primeiro identificamos a situação com o utente, de preferência registando-o.

TI Pensamento evidenciasII

De seguida compreendemos a intensidade emocional do sentido por parte do utente.

TI Pensamento evidenciasIII.jpg

Exploramos o pensamento/imagem automático negativo que foi gerado com a situação.

TI Pensamento evidenciasIV

O trabalho mais relevante nesta técnica será colocar lado a lado as evidências que levam ao utente acreditar que determinado pensamento é verdadeiro ou falso.

TI Evidencias Pensamento I

Após a reflexão é importante ponderar com o utente num pensamento alternativo que possa surgir após compreender e analisar as evidências do seu pensamento.

TI Pensamento evidencias V

E voltar a analisar a intensidade da sua emoção.

TI Pensamento evidenciasIII.jpg

Notas: esta técnica será relevante ser realizada num período de relação mais consistente tanto a nível da confiança e segurança. Será importante avaliar que nem sempre o utente poderá logo aceder as evidências do seu pensamento, por isso será necessário a exploração do seu modo de pensamento para o ajudar a compreender o seu mundo interior.

Os utentes poderão aceder ao seus pensamentos por via de imagens ou por uma frase que possa verbalizar, cada utente usará a forma mais ajustada a si.

 

Boas leituras e intervenções!