T.I. Apraxia – como intervir?

Hoje vamos falar das técnicas que usamos num diagnóstico de apraxia!

Uma das estratégias que pode ser utilizada para ajudar a ultrapassar a apraxia é o  Treino de articulação, essencialmente treino motor (mecanização da produção de sons – todos os órgãos envolventes no processo de fonação, boca, lábios, língua, bochechas, dentes).

Terapia da Fala 2Para o Treino de Articulação o familiar ou cuidador necessitará de ter o apoio inicial do Terapeuta da Fala para perceber o gesto (“muleta”) ou a estratégia utilizada, em cada fonema. Esta prática requer que o paciente adquira o controlo voluntário da programação e da produção dos fonemas (órgãos fonatórios na posição correta)     

  • “vamos com a ajuda da mão(“muleta”) fazer a bolinha para produzir o O”;
  • “vamos com a ajuda das mãos (“muleta”) fazer um sorriso bem grande com a língua encostada ao dentes para produzir o S”;
  • “agora vamos juntar os dois anteriores, começamos com o sorriso com a ajuda das mãos e depois fechamos uma mão e fica S O “;

 

Qual a importância da intervenção (indirecta) dos familiares e cuidadores?

  • Fortifica a relação familiar;
  • Para que haja um bom funcionamento do controlo voluntário (na programação e produção) é necessária a repetição intensiva deste treino motor;
  • Permite haver uma necessidade de monitorizar as palavras mais usadas nas suas tarefas do dia a dia;

 

Rotina dos cuidadores – TEMPO

Terapia da FalaSerá relevante dizer que todas as actividades ou tarefas do dia a dia podem ser aproveitadas para planear os fonemas ou palavras a trabalhar, no entanto é relevante lembrar que este treino requer bastante empenho, tempo e repetição (porque a sua evolução é lenta).

 

Boas práticas!