D.H. Perturbação Obsessivo-Compulsiva

Hoje vamos falar da Perturbação Obessivo-Compulsiva, que tem como emoção de base o medo.

23

Segundo os autores Moreira e Costa, esta perturbação caracteriza-se por pela presença de dois fenómenos:

  • Obsessões – pensamentos, imagens, medos ou impulsos de carácter recorrente e intrusivo. São geradores de elevados níveis de ansiedade.
  • Compulsões –  comportamentos ou atos mentais, repetitivos e estereotipados, que são realizados de forma a diminuir a ansiedade dos pensamentos obsessivos.

Segundo estes autores, referem a heterogeneidade desta patologia, havendo seis dimensões de sintomas em registo de obsessões:

  • Lesão, violência, agressão ou desastres naturais;
  • Sexuais morais ou morais ou religiosas;
  • Simetria e ordem, contagem e organização;
  • Contaminação e compulsões de limpeza;
  • Acumulação e coleccionismo;
  • Somáticas;
  • Superstições;

Outros autores referem modelos com diferentes números de dimensões, contudo é relevante identificar que estes comportamentos não são exclusivos da POC, podendo ser assumido por curtos períodos de tempo no dia a dia, por motivos de stress, ou mesmo como sintoma de uma doença neurológica.

É também identificado nesta revisão bibliográfica, outros sintomas como:

  • Evitamento;
  • Perfeccionismo; 
  • Intolerância à incerteza;
  • Importância e a necessidade de controlo dos pensamentos;
  • Excessivo sentido de responsabilidade;
  • Hipervalorização do risco.

Será importante a compreensão dos vários sintomas para se concluir o diagnóstico de uma POC. Futuramente abordaremos o diagnóstico.

Boas leituras!

 

Referências Bibliográficas
Perturbação Obsessiva-Compulsiva – Lidel Editora