Vamos contar até 10?

Hoje vamos falar sobre noções da matemática nos primeiros anos de vida!

A importância da matemática no desenvolvimento humano, traduz-se na compreensão de determinadas noções como:

  • Quantidades
  • Numeração de 1 a 10
  • Domínio das Operações (adição e subtração)

Aos 6 meses de idade as crianças vão desenvolvendo a noção das quantidades elevadas comparando dois grupos de objectos com diferenças significativamente altas (um grupo ter 15 quadrados e outro grupo ter 38 quadrados).

Já aos 3 anos de idade, as crianças começam a adquirir o domínio das operações, pela identificação de 1, 2, 3 objectos que sejam semelhantes entre si, como identificar 3 cavalos. Contudo se tiver de identificar 3 cavalos e 2 cubos num mesmo saco, poderá ter alguma dificuldade, tendo em conta que o elemento estranho corresponderá a estarem  juntos no mesmo saco (cognição semelhante ao encaixe das formas).

Neste sentido a criança organiza-se primeiro pelas características físicas de determinado objecto, enquadrando numa categoria.

Exemplo:

  • Um cavalo tem 4 patas e uma cabeça com crina;
  • Já o cubo é uma figura com 6 lados lisos iguais.

Por esse motivo, a criança poderá primeiro contar uma das categorias, seguindo da outra e colocar no saco para os arrumar.

Segundo alguns estudos, existem referências que a aquisição das noções básicas da Matemática, numa fase precoce, ajuda tanto a curiosidade natural da criança como também a formação da sua estruturação cognitiva.

Algumas das boas práticas revelam a possibilidade da reflexão da matemática pela rotina do dia a dia, permitindo aos diferentes cuidadores da criança, brincarem com ela usando algumas das seguintes estratégias:

Pés bebé

  • Quantas pernas tens tu?
  • Quantos braços tens tu?
  • Num passeio de carro:
    • Quantos camiões vamos ver? Queres contar?
  • Para te vestires, quantas peças tu precisas? Vamos contar?
  • Numa ida às compras:
    • Quantos legumes são verdes?
    • E de cor de laranja?

 

Nestes exemplos, verifica-se a possibilidade tanto de contar, como ajudar a organizar a informação por categorias, promovendo o desenvolvimento do raciocínio matemático, pelo recurso da brincadeira como promovendo para estar atento ao mundo que a rodeia de forma espontânea.

Outras das actividades, passam pelos:

  • Jogos de Tabuleiro;
  • Cubos;
  • Quebra – cabeças;
  • Formas;
  • Pintura/desenho (contar o nº de nuvens ou flores);
  • Plasticina (nº de bolinhas);
  • Culinária caseira (nº de legumes, frutas para confeccionar uma sopa ou uma sobremesa);

Desta forma, um dos materiais que apresentamos que podem ajudar a aquisição destas noções básicas, corresponde ao Labirinto Magnético Numérico.

Neste material, pode-se desenvolver-se:

  • Noções de Adição e Subtracção;
  • Reconhecimento dos números e quantidades;
  • Introdução dos números;

A vantagem deste tipo de material para além das noções de matemática, é ajudar a focagem e atenção na tarefa, como o desenvolvimento da motricidade fina, essencial para a destreza dos objectos.

As caracteristicas do material, potenciam a utilização tanto numa sala de jardim infantil, como em casa. Num contexto de intervenção, a possibilidade de utilização abrange áreas da psicologia, terapia da fala, psicomotricidade, professores de educação especial, educadores. Sendo um excelente investimento para uma equipa multidisciplinar, pela sua utilidade, resistência e durabilidade.

 

Sites de referência :  Enciclopédia de Crianças

 

Um pensamento sobre “Vamos contar até 10?

Os comentários estão fechados.