Sensibilização Bullying – 20 de Outubro

Como detectar uma situação de Cyberbullying?

Primeiro necessitamos de definir o Cyberbullying, como sendo um alargamento dos comportamentos de bullying ao contexto virtual, tentando transtornar o outro de diversas várias formas, como ameaças, denegrindo a imagem, provocando sempre um elevado stress e ansiedade pela elevada agressividade psicológica.

Quem o faz, fá-lo de forma anónima, recorrendo a perfis falsos, e acedendo às redes sociais, email’s, sms, serviços de IMI, fóruns entre outros meios de comunicação virtual.

Os comportamentos podem ser:

  • Ameaça e perseguição – por envio de mensagens ameaçadoras e ou ódio à vítima;
  • Roubo de identidade – com o acesso às passwords da vítima, ocorre a entrada nas várias contas das diferentes redes sociais e email’s, e manipulando a informação transmitida por estes canais, para os vários contactos. Também poderá ser usada, para inscrição em vários sites opostos a ideologia, de forma a ser incomodada com várias mensagens destes sites.
  • Humilhação publica – Envio de mensagens ou email’s ou publicação num site/rede social de conteúdos que possam manchar a reputação da vítima.
  • Envio de Malware – envio de virus ou malware como forma de afectar a vítima. Em alguns casos são formas de acederem a passwords da vítima.

 

Existem também outra forma de invasão do espaço do outro, que se designa por Stalking, gerando ansiedade e medo no dia a dia da vítima.

“Stalking é o termo usado quando há uma perseguição que envolve um comportamento ameaçador, no qual o perpetrador procura repetidamente contacto com uma vítima através de proximidade física e/ou chamadas telefónicas, mas também através de meios eletrónicos, como o correio eletrónico (e-mail), mensagens instantâneas e mensagens nas redes sociais (cyberstalking).

(in Bullying Não – Recursos Digitais)

 

Neste sentido, o site Internet Segura, recomenda alguns pontos que poderão ajudar a prevenir alguns tipos de ataque:

  • Não partilhar passwords;
  • Modificar os perfis de públicos para privados;
  • Não publicar informação relacionada com outros perfis/pessoas;
  • Dirigir-se sempre aos seus contactos de forma respeitadora, assim será mais fácil compreender alterações nesse sentido;
  • Não aceitar convites de pessoas desconhecidas, ou que contenham conteúdos inapropriados que possam gerar algum desconforto.

Já no centro de prevenção do bullying do facebook, se recomenda o alerta aos respectivos servidores, para que possa ser realizado uma denuncia do conteúdo aos vários sites e servidores.

Persistindo será importante contactar o número: 800 200 212  que está ligado aos serviços da Policia Judiciária ou aceder a Linha Alerta – Internet Segura.

Poderá pedir ajuda às entidades:

 

Será relevante o trabalho em rede com outros técnicos, professores, auxiliares e pais, de forma a ajudar os alunos a resolverem a situação como também a terem posturas ajustadas e respeitadoras face aos seus colegas.

 

Até ao próximo artigo!

 

Poderá aceder as seguintes referências que serviam de apoio a elaboração do presente artigo:
Bullying Não – Recursos Digitais
CyberBullying – Internet Segura
Centro de Prevenção Bullying – Facebook