Sexualidade Infantil

Hoje iniciamos a nossa viagem pela sexualidade desde o momento da concepção, fazendo uma ponte entre o biológico e o comportamental. Após a concepção existem alguns momentos relevantes, sendo a mitose e a meiose!

O primeiro conceito – Mitose, consiste na duplicação das células para potenciar a formação do novo ser, que irá acontecer ao longo da nossa vida. O segundo conceito – Meiose, irá promover a mistura genética dos 46 cromossas – 23 da mãe e 23 do pai, que permitirá também a variabilidade genética.

Na meiose desenvolve-se as células sexuais ou gametas (espermatozóides e óvulos), que irão permitir a formação e organização de um corpo biológico sexual.

Sexualidade III

O desenvolvimento humano decorre, com a formação das diferentes estruturas para suportar uma vida, e por volta dos 3 meses, verifica-se a actuação das hormonas que irão definir o género biológico do feto. Por norma, o feto está preparado para ser menina, somente após a actuação das hormonas – testosterona nos meninos – é que se dá a diferenciação entre os géneros biológicos e  surgimento do pénis nos meninos, e o clitóris nas meninas.

Após o nascimento verificamos o surgimento de diferentes comportamentos ao longo dos anos, desde os primeiros meses até a entrada na escola, que ajudam a identificar as noções e compreensão da sexualidade por parte das crianças, na:

  • Diferenciação de género pela anatomia;
  • Identificação sexual;
  • Curiosidade sobre o corpo;

sexualidade

Nos últimos anos, a investigação vai apresentando algumas questões importantes, sobre o impacto da sociedade na construção da identidade social e sexual de cada um, contudo sendo um tema que abrangente, iremos abordar futuramente passo a passo.

Boas leituras!

 

 

Alguns link’s e livros para consulta: