Leitura e Escrita

Já se perguntaram porque é que as crianças só entram na escola a partir do 6 anos?

 

Desenho

É nesta idade que as crianças obtêm uma boa consfiência fonológiaca e uma boa metafonologia habilitando-as para aquisição da leitura e escrita.

A consciência fonológica (capacidade de identificar e manipular as unidades de som), é um componente linguístico facilitador da aprendizagem e aquisição da escrita, ao reconhecer e identificar a unidade de som, permite estabelecer a relação fonema-grafema e, consequentemente, codificar e descodificar a palavra (Fieis; Lobo & Madeira, 2014).

A aprendizagem da leitura e escrita, não é considerado um processo natural, mas de treinamento e aquisição da capacidade de manipular sons e de os associar a letras – sistema ortográfico.

Segundo Dias (2013) e Nogueira (2015) existem dois tipos de métodos de aprendizagem de leitura e escrito:

Método global ou analíticoAprendizagem

  • aprendizagem global e visual da palavra;
  • compreende primeiro o que lê e dá-lhe significado;
  • descodificar os grafemas e fonemas mais tarde;

Método fónico ou sintético

  • aprendizagem do alfabeto e das conversões dos fonemas e grafemas;

Dias (2013) indica que a leitura envolve quatro processos cognitivos complexos:

  • descodificação (dar significado à palavra – memória semântica),
  • compreensão literal (dar significado à palavra em frases);
  • compreensão inferencial (dar a ideia subjacente à frase);
  • monitorização da compreensão (definir um objetivo de leitura);

Quando existem dificuldades em alguma destas áreas, deparamos-nos com um diagnóstico de Perturbação Específicas de Leitura e Escrita.

 

Boas Leituras!