T.I. Síndrome de Turner

A rubrica do Desenvolvimento H. desta semana, fala sobre o Síndrome de Turner, como tal, vamos explorar um pouco este Síndrome na área da Terapia da Fala

Este Síndrome advém de uma alteração cromossómica, que manifesta várias alterações do desenvolvimento da criança e malformações físicas, especificando as mais relevantes na área da Terapia da Fala:

  • Alterações nas habilidades comunicacionais;
  • Alterações do Palato;
  • Problemas Auditivos;
  • Disortografia;
  • Discalculia;

Nas alterações apresentadas, é importante haver um acompanhamento precoce para minimizar e actuar de forma eficaz nas áreas alteradas, visto que umas irão proporcionalmente afectar outras.

terapia da falaII

Nestes casos é necessário um trabalho em Equipa multidisciplinar entre vários profissionais de Saúde para que a intervenção seja mais completa e eficaz, no caso da Terapia da Fala, é importante trabalhar com um Ortodontista (para a correcção do palato) e de um Psicomotricista (que actua nas alterações motoras).

Em consonância com os outros técnicos será necessário intervir na:

  • Linguagem;
  • Comunicação;
  • Mastigação;
  • Motricidade;
  •  Leitura;
  •  Escrita;

Actividades como descrição de imagens, conceitos e construção de histórias, são óptimas para trabalhar as habilidades comunicacionais; exercícios de motricidade, devido as estruturas faciais e orais devem ser tidos em conta na intervenção após ou durante a correcção do palato bem como o treino de mastigação (devido à alteração da estrutura bocal).

Em idade escolar, apresentam uma leitura fluente, no entanto são visíveis dificuldades ao nível da escrita, assim o trabalho decorre ao nível da identificação e codificação de grafema fonema, manipulação de silabas e letras, cópias, ditados, construções frásicas e exposição e organização de ideias escritas; ao nível do calculo, trabalha-se o mesmo de forma lógica, com actividades iterativas de raciocínio.

Boas Práticas!