T.I. Estratégias em Fonética e Fonologia

Existem estratégias que podem ser utilizadas para ajudar a ultrapassar as dificuldades articulatórias:

  • Treino ao nível da Motricidade Orofacial;
  • Treino de Consciência Fonológica e Treino de Discriminação Auditiva (através de rimas, discriminação de pares mínimos);
  • Treino de articulação;

Para o Treino de Motricidade Orofacial, podem ser aplicadas as estratégias referidas em artigos anteriores;

No Treino de Discriminação Auditiva e de Consciência Fonológica sugerimos:

  • actividades de rimas:
    • “vamos pensar numa palavra que rime com Cão? (…) Mão, com Papel? (…) Pincel”;
  • músicas de rimas
  • actividades de discriminação de pares mínimos:
    • “vou te dizer duas palavras e tu vais ter que me dizer se ouves palavras iguais ou diferentes,  ouve com atenção, faca – vaca, caco – caco, dente – pente”;

Terapia da Fala

O Treino de Articulação pode ser trabalhado através dos “sons dos fonemas”:

  • “vamos procurar uma palavra ou uma imagem que tenha o som SSSSS da serpente;
  • “agora o som JJJJJJ do aspirador;”
  • “o som FFFF do gato assanhado”;

 

Qual a importância da intervenção (indirecta) dos pais?Pais

  • Fortifica a relação familiar;
  • Normalização de estruturas Orofacias (através da brincadeira de caretas)
  • Aumenta a Consciência Auditiva “treino do ouvido”
  • Permite à criança consciêncializar  os pontos de articulação alvo durante o seu discurso;

Rotina dos pais – TEMPO

Será relevante dizer que todas as actividades do dia a dia podem ser aproveitadas para trabalhar estas áreas, quer seja a lavar os dentes, aproveitando para fazer a “ginástica” à língua, lábios, bochechas, durante a viagem de casa até à escola, “fazendo o concurso” das rimas, ou no momento de laser / deitar, contar uma história e procurar personagens / imagens da história que tenham o som XXXX (da chuva).

Boas práticas!